Prémio Pulido Valente para doutoranda do IGC

Roksana Pirzgalska, estudante de doutoramento do grupo de Obesidade do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), é a vencedora do Prémio Pulido Valente 2016 pela descoberta de que o tecido adiposo é inervado e a ativação direta destes neurónios queima gordura. O Prémio, no valor de 10 mil euros, é atribuído anualmente pela Fundação Professor Francisco Pulido Valente e pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia e procura distinguir o melhor artigo publicado numa área das Ciências Biomédicas (este ano foram as Neurociências) por um investigador com menos de 35 anos.

O trabalho agora distinguido foi desenvolvido no laboratório de Ana Domingos e originalmente publicado na revista científica Cell, artigo de que a estudante de doutoramento é primeira autora. O valor do prémio vai permitir à investigadora participar em conferências internacionais para discutir o seu trabalho com a comunidade científica mais alargada.

 

Saber mais