21 outubro 2016

Leitura, bibliotecas, estabelecimentos prisionais

Leitura, bibliotecas, estabelecimentos prisionais© André Nogueira

Uma oferta formativa, integrada no Projeto Gulbenkian Leituras em Cadeia: intervenção em bibliotecas em contexto prisional, e resultante da parceria entre a Laredo Associação Cultural e o Centro de Formação Centro-Oeste. Trata-se de um curso em regime de b-learning, creditado para formação contínua de professores e aberto a outros profissionais interessados, com 7 horas presenciais, em Lisboa, na Fundação Calouste Gulbenkian e 18 horas online.


PROGRAMA
A população prisional em Portugal tem vindo a aumentar em número. Muitas escolas em todo o país desenvolvem ensino em prisões, escasseando as ofertas de formação para os professores envolvidos. Alguns centros de formação têm vindo a identificar esta necessidade, por estarem mais próximos de estabelecimentos prisionais, como, por exemplo, em Lisboa, Cascais, Bragança, Évora, Porto, Faro e Ponta Delgada.  A Biblioteca Prisional tem um papel muito importante na aprendizagem ao longo da vida, e pode ser um recurso valioso em estratégias letivas, ao mesmo tempo que, com a biblioteca pública, constitui um parceiro a ter em conta pelas bibliotecas escolares. 


OBJETIVOS A ATINGIR
1. Atualizar informação sobre estabelecimentos prisionais, bibliotecas prisionais e escola em contexto prisional; 
2. Sensibilizar para o valor educativo da mediação leitora, da promoção da leitura e das bibliotecas em contexto prisional, numa perspetiva inclusiva;
3. Promover estratégias educativas de cooperação interbibliotecas  – biblioteca escolar, biblioteca pública, biblioteca prisional – sustentáveis quer da educação formal quer da aprendizagem ao longo da vida de reclusos (as). 


INFORMAÇÕES ÚTEIS
Data: 5 de novembro de 2016 a 3 de dezembro de 2016
Local:
Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa) – sessões presenciais (5/11/2016,9.00-12.00; 3/12/2016, 9.00-13.00)
Formadores: Maria José Vitorino e Miguel Horta
Preço por formando:  80€
Destinatários: Técnicos de Estabelecimentos Prisionais, Técnicos de Bibliotecas Públicas, Bibliotecários, Educadores de infância, Professores do Ensino Básico, Professores do Ensino Secundário, Mediadores Culturais, Animadores e outros profissionais interessados. 

 

Para mais informações ou para se inscrever clique AQUI.